Skip links

Conferência “A casa eco-passiva em Portugal”

30.10.2019 Conferência sobre a casa eco-passiva em Portugal (Lisboa)

A conferência reuniu mais de sessenta pessoas que assistiram durante a tarde a várias apresentações sobre a casa eco-passiva em Portugal.

Este evento, organizado pela SmartHouses Portugal em ocasião do lançamento do “white paper” sobre construção sustentável, juntou oradores europeus peritos no tema das casas passivas (Portugal, Espanha, Alemanha e França).

Programa da tarde

Antoine Lesecq, sócio gerente da SmartHouses Portugal, abriu a conferência “a casa eco-passiva em Portugal”. Numa primeira abordagem, foi explicado o processo de nascimento da empresa : uma preocupação ambiental crescente aliada a 10 anos de experiência em gestão de projetos imobiliários através da New Address. 

Foram também apresentadas algumas ações concretas já implementadas pela empresa: desenvolvimento de um “white paper” sobre construção sustentável, formação das equipas ao rótulo Passivhaus, criação de uma rede de parceiros peritos em casas ecológicas e passivas de modo a oferecer serviços especializados aos clientes interessados.

maison éco-passive
maison éco-passive

João Marcelino, Presidente da Associação Passivhaus Portugal e segundo orador da tarde, desenvolveu, numa breve apresentação de cerca de vinte minutos, as principais características do conceito de construção passiva: o seu funcionamento, os requisitos da certificação e as várias vantagens da adoção deste sistema.

Javier Flórez engenheiro do Passive House Institute (PHI) em Darmstadt, teve como principal foco da sua intervenção, a resolução de problemas de conforto interior relacionados com o sobre-aquecimento do ar durante o período de verão em Portugal.

Patricia Nako, gerente de Desenvolvimento da Popup House, empresa sediada em Aix en Provence, apresentou o sistema de construção da Popup House: do nascimento do conceito à sua aplicação. São casas modulares feitas de painéis de madeira pré-cortados e isolamento sintético, poliestireno expandido com grafite. As vantagens deste tipo de construção? Rápido e fácil de construir, alto desempenho energético, baixa pegada de carbono e boa qualidade do ar interior.

A construção de uma casa passiva significa necessariamente custos elevados, uso do betão e isolamento sintético? Germán Velázquez, arquiteto Passivhaus Designer em Bilbao e Oliver Style engenheiro Passivhaus Designer em Barcelona demonstraram que esse facto não se verifica em todos os casos.

Enquanto o primeiro apresentou as diferentes fases de construção de uma habitação social, o segundo destacou diferentes projetos em estrutura de madeira e isolamento à base de fardos de palha.

maison éco-passive
maison éco-passive

Para concluir, Cédric Lecler, sócio gerente da SmartHouses Portugal, apresentou o conceito de casas eco-passivas segundo a SmartHouses Portugal através do projecto Meco : trata-se da construção de 27 moradias térreas unifamiliares num terreno situado na zona do Meco (Sétubal), totalmente integradas na vegetação envolvente. A mais-valia deste projecto prende-se com o facto de se tratar de um conceito de residência que inclui áreas de estar comuns: piscinas ecológicas, uma casa dedicada aos visitantes, bicicletas elétricas disponíveis e a ausência de carros dentro do condominio. As moradias serão desenhadas de acordo com o conceito Popup House, com certificação Passive House realizada por consultores da Smarthouses Portugal.

Se deseja construir a sua casa ecológica e/ou passiva em Portugal, não hesite em contactar-nos. Teremos todo o prazer em acompanhá-lo nesta bela aventura.

Leave a comment

Name*

Website

Comment